Blog Código Franco

quarta-feira, 9 de novembro de 2016

O Gratuito na Web - Por que atualmente quase tudo na internet é pago?

Muitos pensam que para fazer dinheiro a com internet basta criar uma página, enchê-la de publicidade e esperar alguns dias até que o dinheiro comece a multiplicar magicamente.


A realidade, no entanto é muito diferente, por que as empresas que cuidam de determinadas ferramentas de publicidade possuem regras que impedem o uso indiscriminado delas com fins de arrecadação sem que haja um real valor no conteúdo publicado e visualizações suficientes pelo grande público. Portanto, é necessário ter conteúdo, qualidade e periodicidade. Textos pequenos não são suficientes, apenas imagens também não são, conteúdo desconexo e superficial não dá retorno e por ultimo se não houver uma regularidade de conteúdo é bem provável que o visitante que gostou da primeira visita nunca mais volte.

As vezes é difícil manter uma inserção constante de conteúdo em uma página com poucos acessos, não apenas pela dificuldade de elaborar conteúdo útil quando se trabalha individualmente ou em uma equipe pequena, mas pelo pouco alcance de publicações que consomem grande volume de tempo e acabam gerando muito pouco retorno.

Os passos iniciais são muitos difíceis, demandam muita persistência e por trás de um texto bonito, um conteúdo interessante, uma imagem divertida ou uma notícia de qualidade, há uma pessoa que estudou, preparou aquele conteúdo com muito cuidado, revisou, escolheu um título, planejou uma campanha para divulgá-lo e tem neste serviço o seu meio principal de sustento.

Já não vivemos mais em uma época onde a internet é um mero meio de entretenimento pouco difundido e onde a maioria dos seus criadores de conteúdo são entusiastas em busca de colocar seu conteúdo em um lugar diferente. Atualmente a internet é um dos meios mais populares para a divulgação e distribuição de quase todo tipo de serviço.

A maioria dos sites e blogs de notícias, informações, educacionais e entretenimento gratuito são mantidos por patrocinadores ou principalmente por anúncios, os quais infelizmente acabam sendo bloqueados por alguns aplicativos de navegadores.

Ao bloqueá-los, o visitante de maneira muitas vezes não intencional prejudica drasticamente a arrecadação dos recursos que mantém aquele conteúdo disponível, tornando cada vez mais difícil a manutenção e continuidade do serviço.

Por esse e outros motivos há atualmente uma grande quantidade de sites oferecendo serviços de assinatura, solicitando doações ou vendendo produtos relacionados aos seus temas, tentando garantir uma arrecadação enquanto mostra ao visitante que além de sua visita ser importante, é seu compromisso que mantem aquele serviço ativo.

Assim é responsabilidade do site, manter um conteúdo adequado, garantir a qualidade, facilidade e conforto da navegação, enquanto é papel do usuário saber buscar por conteúdo de qualidade, reclamar do que estiver errado, cobrar melhorias e conscientizar-se que para que a internet continue sendo um ambiente de livre acesso, sem restrições e cobranças por todos os lados é preciso haver o compartilhamento das responsabilidades, uma troca que garanta ao visitante o conteúdo que procura e ao site o retorno que precisa.

Em um cenário ideal teríamos páginas com bom conteúdo e publicidade discreta, algo natural em meio ao seu material, enquanto os seus visitantes conhecem qual o seu papel e colaboram para a manutenção daquele conteúdo, compreendendo que tudo o que está disponível na página, desde o título até os créditos, é parte de um todo e importante à sua maneira.

Enfim, o conteúdo pago na internet não existe com o intuito de restringir o acesso, mas sim como forma de garantir que os serviços que são importantes de alguma maneira sejam mantidos permanentemente e não corram o risco de, do dia para a noite, desaparecer.

Por hoje é só, muito obrigado pela atenção e aguardamos seu retorno para as nossas próximas publicações.


Se você gostou do nosso conteúdo você pode nos ajudar. Qualquer valor é bem vindo e ajuda a manter nossos editores e nossa hospedagem.



Nenhum comentário:

Postar um comentário