Blog Código Franco

sábado, 12 de março de 2016

Editorial: Internet Banda Larga Franqueada

Recentemente recebemos uma notícia triste para todos os brasileiros que utilizam a internet de alguma maneira, seja para trabalhar, informar-se, comunicar-se ou divertir-se. As operadoras de telefonia e prestação de serviços de internet, com autorização da Anatel (agencia nacional de telecomunicações) mudaram a modalidade de seus planos de dados disponíveis de ilimitados para franquia de dados.


Isto irá afetar os usuários atuais apenas no próximo ano, porém os novos contratos começam a vigorar já dentro destas novas regras.

Diversos sites tem apresentado a noticia e mesmo assim esta informação aparenta ter sido pouco difundida, importante é mencionar que conforme apresentado por algumas fontes, haverá um grande efeito negativo principalmente na disponibilidade do serviço e muito possivelmente não haverá nenhuma melhora que compense para o consumidor a nova modalidade de cobrança. 

É claro que grandes empresas conseguem adquirir com facilidade contratos especiais que permitem que ainda consigam receber pacotes ilimitados, porém, pequenas empresas de prestação de serviços e lojas podem vir a fechar suas portas ou sofrer um grande impacto ao deixar de oferecer alguns serviços para seu público devido aos limites que serão impostos com estas franquias. Além disso quem mais irá sofrer é o usuário comum que paga individualmente pelo serviço ou que depende da prestação de serviços de terceiros.

Em certo ponto pode haver uma debandada geral dos usuários para internet via rádio.

Levantarei três situações que podem atrapalhar diretamente um grande número de pessoas.

O comércio que disponibiliza WiFi para seus clientes, por exemplo, um restaurante que possui um serviço básico de internet pois seu fluxo de clientes é mediano, poderá ter sua limitação de franquia tão baixa que no primeiro dia de acessos sua franquia pode atingir o limite em poucas horas. Assim o restaurante irá deixar de oferecer o serviço gratuito de WIFI pois o retorno de movimento de clientes não compensa o alto valor de repor um limite de franquia de dados. Neste cenário muitas pessoas que frequentam locais com redes públicas também deixarão de fazê-lo.

A pessoa que trabalha em home office com marketing, publicidade ou que e realiza acessos remotos ao escritório terá seu trabalho limitado a sua franquia de consumo, alguém que utilize a internet para trabalho terá como limites a disponibilidade de sua franquia. Imagine um funcionário que trabalhe em regime de home office ou que oferece suporte remoto, conversando com seu superior dizendo que a partir do dia 10 até o final do mês terá que ir ao escritório para realizar suas atividades ou suporte pois, sua franquia de internet pessoal expirou e não será mais possível utilizar de forma satisfatória a internet de sua casa para atividades do trabalho.

Pessoas que utilizam como meio principal de entretenimento as redes sociais como Facebook e Twitter, jogos online e serviços de vídeo como You Tube e NetFlix, aplicativos móveis de comunicação como Whatsapp, dentre outros, podem ter seu uso subitamente abreviado em pouquíssimo tempo. Como mencionado em alguns sites, com algumas horas por dia de uso do serviço de vídeos da NetFlix, seu consumo mensal pode chegar a 180GB de dados o que passa em 50% o limite do maior e mais caro plano oferecido por um dos provedores de serviços.

Um usuário básico que utilize internet cerca de 2 a 4 horas diárias, consumiria mensalmente mais de 50GB de dados.

Existem alguns questionamentos sendo realizados pelos clientes e por órgãos competentes quanto a legalidade da ação e o impacto que esta mudança pode causar nos clientes e no mercado de telefonia e internet do país, porém resultados ainda não são vistos. Cabe a nós internautas, defender nossos direitos e fazer com que as mudanças sejam em benefício da comunidade e não na contramão da liberdade e neutralidade da rede, garantidos pelo Marco Civil da Internet.

E você o que pensa sobre este assunto? Você é um dos que seriam muito impactados por estas mudanças? Conte-nos nos comentários!



Se você gostou do nosso conteúdo você pode nos ajudar. Qualquer valor é bem vindo e ajuda a manter nossos editores e nossa hospedagem.



Nenhum comentário:

Postar um comentário